Pilates

Já deverá ter ouvido falar sobre os benefícios do Pilates para os praticantes das diversas modalidades desportivas como o Atletismo, Golfe, Ténis ou até mesmo em situações de pré e pós-parto. Grande parte das pessoas com diferentes níveis de habilidade que começaram a realizar os exercícios de Pilates dizem ter notado melhorias na amplitude de movimento, flexibilidade, circulação, postura e força abdominal e uma consequente diminuição nas dores de costas, pescoço e articulações.

Cinquenta anos depois da morte do seu criador, o sistema de exercícios desenvolvido nunca deteve tanta procura. Mas podem os benefícios do Pilates, conhecido como sistema de exercícios de fortalecimento e alongamento destinados a fortalecer o núcleo do corpo, mobilizar a coluna vertebral e desenvolver a flexibilidade ser realmente eficazes?

Consciência corporal

No Pilates quando realizamos os exercícios corretamente e com a supervisão adequada conseguimo-nos superar. É muito importante educarmos a nossa consciência corporal arrastando-se também para o quotidiano. Vamos procurar mudar a nossa postura durante a realização das tarefas diárias, dando uma atenção necessária a pormenores mesmo depois da aula.

O Pilates ensina a treinar a mente e a construir simetria e coordenação corporal. É possível obter também o controlo das pequenas coisas, como a prática da força de vontade.

A consciência pessoal, a forma como nos sentimos ou motivamos na relação com os bons hábitos, evitando a fraqueza e consequentes lesões dos músculos posturais, como resultado do trabalho diário ou até mesmo estilo de vida.

Há quem após longas horas sentadas em frente ao computador frequente o ginásio para exercitar o corpo incorretamente, ao invés de solicitar a estrutura músculo-esquelética mais profunda, responsável pela nossa estabilização e equilíbrio (core). Podemos ter como exemplo emblemático uma árvore. Esta é tão forte nas raízes como no seu tronco, caso contrário poderia tombar. O mesmo acontece com o Corpo-Humano. Se não nos concentrarmos em construir uma boa base, vamos acabar debilitados em inúmeros casos, propensos a lesões e suscetível às armadilhas da nossa profissão ou qualquer outra circunstância.

Um core (núcleo) mais forte

E que tal uma barriga lisa? Os exercícios de Pilates podem realmente dar-lhe um estômago mais plano?

Os especialistas alertam que é importante não equacionar um núcleo mais forte com um estômago mais liso.

Quando as pessoas procuram uns abdominais mais planos, estão geralmente à procura de perda de peso e não de força abdominal e reforço do Core. Mais do que divulgar os benefícios do Pilates para uma barriga lisa, seria mais importante salientar o fortalecimento geral, costas saudáveis, e corpo na sua plenitude.

O Pilates irá mudar a sua forma física á medida que desenvolve a consciência corporal, lhe atribui mais firmeza e ganhos de flexibilidade. É importante que os músculos abdominais sejam flexíveis para além de fortes. Um músculo flexível é um músculo forte. A parte estética pode fazê-lo sentir-se bem, aumentar o seu ego, mas sem flexibilidade, equilíbrio e a funcionalidade que precisa para permitir o seu correto funcionamento, mais tarde ou mais cedo irá manifestar-se negativamente.

Controlo corporal

Simplificando a sua funcionalidade poderia dizer que o Pilates nos ensina a movimentar. Quando começamos a assumir um maior controlo do nosso corpo, garantimos um grande grau de satisfação. Há uma relevância intrínseca nesta prática. Em vez de trabalhar grandes grupos musculares isoladamente o Pilates envolve o corpo inteiro em sinergia, que é como nos devemos mover diariamente.

Para quem?

Cerca de 50% dos adultos experienciam desconforto nas costas em parte das suas vidas. Desta percentagem, 25% confrontam dores agudas ou crónicas.

Pilates e outros exercícios que incidem sobre a estabilidade dos músculos que sustentam a coluna vertebral poderão parecer o ajuste perfeito. Mas nem todas as dores são iguais. Sem um diagnóstico realizado por um profissional de saúde, o Pilates poderá não ser a solução.

Não quero necessariamente dizer que o Pilates não irá ajudar, mas funciona melhor como forma de prevenção. O treino do movimento no Pilates é uma forma sensata para controlar a dor, e parte dos exercícios calisténicos (peso corporal unicamente) poderão ser realizado por quem possui dores. No entanto, é sempre preferível diagnosticar o que poderá gerar os sintomas em primeiro lugar.

Da mesma forma, as mulheres que estão grávidas devem verificar com seus provedores de cuidados de saúde antes de iniciarem a modalidade.
O Pilates pode ser ajustado para proporcionar um programa de formação de força e estabilidade suave, ou pode ser modificado para conceder a um atleta experiente um treino desafiador. Se está apenas a iniciar o exercício físico, sugiro-lhe que o inicie a um ritmo lento e aumente gradualmente a intensidade do seu treino.

O Pilates poderá não ser recomendado ou terá de ser adaptado para pessoas que têm as seguintes patologias:

-    Pressão arterial instável
-    Risco de coagulação sanguínea
-    Osteoporose grave
-    Hérnias discais

Veja aqui os horários e mensalidade

Imprimir